Dois Monges - Peso nas Costas.



Há muito tempo, na China, dois monges budistas caminhavam pelo campo. O dia estava ótimo para passear, mas subitamente começou a chover torrencialmente e escuras nuvem cobriam o céu. Os dois monges procuraram logo um abrigo embaixo das folhas de uma grande árvore. Mais tarde, a chuva parou e os monges continuaram a jornada na trilha lamacenta.

Por fim, chegaram a um local onde a trilha estava alagada e era impossível passar sem molhar os pés. Viram uma bela jovem no outro lado do charco; ela estava chorando. Eles chegaram perto e perguntaram o que a atormentava e ela respondeu “Saí agora de casa para visitar a minha mãe, mas com esse charco sujo na trilha não consigo atravessar para o outro lado.”

O monge mais velho voluntariou-se para a ajudar e atravessou o charco, carregando-a nas costas até o outro lado. A jovem mulher agradeceu e continuou a viagem. Depois, ambos os monges também continuaram o seu caminho.

Depois de alguns metros em silêncio, o monge mais novo disse, com raiva, “Porque fez aquilo? Somos monges e não nos é permitido tocar mulheres. Em especial se forem jovens e belas como aquela.” A isto, o mais velho apenas respondeu, “Eu apenas carreguei aquela mulher nas costas e já a deixei metros atrás. Você não a tocou mas está carregando ela até agora, em seu pensamento...”
Essa é uma historinha corriqueira, presente em vários sites budistas aqui na internet e muitas vezes usada durante o estudo do desapego. Pode não fazer muito sentido pra gente o sofrimento que o jovem monge sentiu por ter visto o mais velho 'quebrando' um preceito monástico e tocando o corpo de uma mulher. Quantos de nós não agimos exatamente como o jovem monge? Muitas vezes temos um desentendimento bobo no inicio da manhã, somos contrariados por algum motivo, achamos que o vizinho nos olhou de cara feia, não encontramos a vaga ideal para os nossos carros e acabamos perdendo o sono à noite porque ainda estamos 'carregando aquela jovem mulher nas costas'.



Inspirado em um "Tirinha de Paulo Coelho".

Um comentário:

Mariana disse...

Ameeiiii deu para refletir bem !!!!